Três erros de Bolsonaro ao agradecer a Rainha Elizabeth pela mensagem sobre Brumadinho

(For English, click here)

Uma coisa extremamente importante quando estudamos uma língua é entender também a cultura do país e o contexto em que certas expressões são utilizadas. Por vezes, ainda que exista uma tradução direta do que dizemos em português, o contexto de utilização na outra língua pode ser diferente. Recentemente, o Presidente Jair Bolsonaro apresentou três exemplos disso em uma mensagem publicada em inglês no twitter, na qual agradeceu a rainha da Inglaterra pela mensagem de pesar enviada por ela:

Texto da rainha:

Tradução: “Principe Philip e eu ficamos profundamente tristes ao saber da destruição e perda de vidas causadas pelo rompimento da barragem de Brumadinho”  “Nossos pensamentos e orações vão a todos aqueles que perderam entes queridos e àqueles cujos lares e vidas foram afetados.”

Tradução: “Principe Philip e eu ficamos profundamente tristes ao saber da destruição e perda de vidas causadas pelo rompimento da barragem de Brumadinho”

“Nossos pensamentos e orações vão a todos aqueles que perderam entes queridos e àqueles cujos lares e vidas foram afetados.”

Resposta de Bolsonaro

captura-de-tela-2019-02-01-as-08-33-34-600x347.png

O texto traz três problemas importantes. Conseguiu identificá-los?

Problema 1. Esta é uma ocasião diplomática formal

Note que no texto ela se refere a ele como “The Presidente of the Federative Republic of Brazil”. Segundo as regras de etiqueta, em situações formais (como a diplomacia), não é correto chamá-la de "QUEEN". O certo é:
- ' Your Majesty ' para iniciar e ' Ma'am ' durante o restante da mensagem/conversa, se você está escrevendo ou falando diretamente com ela;
- Her Majesty / Her Majesty the Queen Queen Elizabeth/The Queen quando mencioná-la a outra pessoa

Dica: A cultura brasileira é bastante informal, e com isso não é natural para nós não chamar a pessoa pelo primeiro nome ou se preocupar com esse tipo de coisa. Entretanto, em outros países, as coisas não funcionam assim e é sempre importante procurar saber qual o costume para não cometer gafes desnecessárias. Em países como Itália, França e Alemanha, por exemplo, é comum que pessoas em situações de negócios utilizem o sobrenome ao invés do primeiro nome com novos contatos. Sempre compensa pesquisar. No caso da família real inglesa, por exemplo, existe um guia online sobre esse tipo de protocolo.

Problema 2. Para agradecer, devemos dizer a quem.

Assim, dizemos, thank you for YOUR (kind) words. Não é necessário usar o kind, mas soa mais natural e gentil. Alternativamente, um agradecimento solene numa situação como um desastre pode também começar assim:

  • We deeply appreciate your expression of sympathy.

  • Thank you for your support at this difficult time.

  • Thank you for your sympathy and kindness.

  • Thank you for your prayers and thoughts.

Problema 3. Não dizermos “God bless” em situações de pesar e sofrimento

Quando alguém nos oferece condolências em inglês, não dizemos “God Bless”. God bless Brazil and the United Kingdom seria cabível em situações alegres, se estivéssemos comemorando algo positivo, numa situação feliz. O correto aqui seria dizer God have mercy on Brazil and the United Kingdom, que é o que dizemos em situações de pesar e sofrimento.

Assim, a mensagem de agradecimento correta seria:

correcao erros bolsonaro mensagem rainha elizabeth twitter.png

Quer mais dicas?